O que é o adestramento positivo?


Contrariamente ao ensino “tradicional”, baseado em métodos aversivos, utilizando a força e a coerção, os “comandos” e ordens, pretende-se estabelecer uma relação diferente entre o dono e o cão, procurando criar laços de cooperação e de confiança em vez de receio e medo de castigo.

A meta do treino é, por isso, o desenvolvimento do potencial de aprendizagem do cão, recebendo o reconhecimento pelas suas boas ações em vez de receber uma penalização pelas más. Trata-se, portanto, de um treino positivo.

Reforço Positivo O uso de métodos de reforço positivo ao ensinar o seu cão foi universalmente endossado pela comunidade científica comportamental em geral como o método mais eficaz, duradouro, humano e seguro no treino de cães. Em suma, o reforço positivo significa que, se recompensar um comportamento de que gosta, há mais hipótese que esse comportamento se repita. Os treinadores tradicionais da velha escola costumam argumentar que o treino positivo mostra fraqueza e falta de liderança, mas a verdade é que os líderes mais respeitados e bem-sucedidos são capazes de efetuar mudanças sem o uso da força.

Evitar métodos punitivos Estudos científicos demonstraram que o uso de técnicas de treinar punindo e criando confronto em cães não só não funciona a longo prazo, mas na verdade exacerba a resposta agressiva e torna os cães já agressivos ainda mais agressivos. É um conceito bastante simples, mas às vezes pode ser difícil para os donos de cães lembrarem-se de que combater o fogo com fogo geralmente resulta em alguém queimado.

Para a maioria de nós, não são necessários jornais científicos para nos dizer o que nossos instintos já disseram: é mais humano recompensar do que punir. Muitos que promovem as técnicas de treino da velha escola argumentam que a punição que eles desferem na forma de um choque elétrico ou um pontapé rápido nas costelas de um cão não é particularmente prejudicial. De fato, existem vários graus de punição e, em última análise, cada um deve fazer a sua própria escolha quanto ao quão longe está disposto a ir. Mas a maioria das pessoas bem ajustadas prefere evitar fazer qualquer coisa que faça o seu cão sentir dor ou medo, se puderem evitar, independentemente de quão mínima essa punição possa ser.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo